Nostalgia

Nostalgia: A Noite dos Desesperados (They Shoot Horses, Don’t They?)

Quarentena, isolamento social, confinamento. Seja lá que nome tenha, há que se respeitar o recado da ciência. É duro, mas pode ser proveitoso ou mais que isso: segundo o sociólogo francês Michel Maffesoli, “a pandemia marca o fim do modelo da sociedade moderna e…

Nostalgia: Amor, Sublime Amor (West Side Story)

Não me pergunte por quê, mas ando obcecado por musicais. Os que me conhecem sabem os motivos. Aos que não frequentam meus arredores reais e virtuais, prometo poupá-los dos meus imodestos lero-leros. Aliás, chega de lero-lero. Musicais sempre me atraíram, tanto no teatro quanto…

Nostalgia: Ardil 22 (Catch-22)

Durante a Segunda Guerra Mundial, numa base aérea do Mediterrâneo, o Capitão Yossarian (Alan Arkin), da Força Aérea dos Estados Unidos, conversa com o médico Dr. Danneka (Jack Gilford) sobre um piloto chamado Orr (Bob Balaban). Eis o diálogo. – Orr é doido? –…

Nostalgia: Apocalypse Now

O horror, o horror. O Apocalypse Now de Coppola termina com esse último suspiro do coronel Kurtz (Marlon Brando), um enlouquecido pelas atrocidades vividas e empreendidas na Guerra do Vietnã, que se isola nos cafundós do Camboja, cercado por uma tropa de montanheses, transfigurados…

Nostalgia: Deu a Louca no Mundo (It’s a Mad Mad Mad Mad World )

Estava à toa na vida, o meu amor me chamou para ir ao cinema. Pena que o filme era deprê: “O Professor Substituto“, de Sébastien Marnier, uma produção francesa na qual os fantasmas do mundo de hoje aparecem disfarçados de símbolos sutis auto-destrutivos, poluídos,…

Nostalgia: Tootsie

Nos primórdios da adolescência, quando me raiavam os primeiros fiapos de homenzinho e os hormônios anunciavam chegada breve, pelo menos umas três vezes me vesti de mulher. Explico: meu pai, tios e primos, quando se reuniam em festança de fim de semana numa casa…