Mês: dezembro 2016

Blue Valentine

Blue Valentine não é um filme para se ver; é para se sentir. Buscar lições racionais e exemplos de vida é em vão. Para alcançar a profundeza que o filme proporciona é necessário uma sensibilidade e disposição da parte do telespectador, e coragem pra…

Boa Sorte

O primeiro longa-metragem de Carolina Jabor. Uma hora e meia de duração que se prolonga durante seus primeiros tempos como se fosse muito mais. O enredo, um drama romântico que trata de drogas, problemas familiares, negligência, conceito de anormalidade e exclusão dos “anormais” da…

Boyhood

O diretor Richard Linklater sempre contou histórias sobre a vida. Exemplo disso é a trilogia Before e, mais recentemente, Boyhood. Esse é, com certeza, seu projeto mais ambicioso. Linklater filmou a vida de um menino durante doze anos (dos seis aos dezoito). É incrível…

Eu matei minha mãe

O título polêmico e perturbador de “Eu matei minha mãe” sugere a premissa de um assassinato mais desumano que o normal: o da figura materna. Pecado odiá-la, ou cogitar desvincular-se emocionalmente de sua própria mãe. Mas como a película alega, é também uma hipocrisia…

É Apenas o Fim do Mundo

Claustrofóbico. Sensorial. Nostálgico. Visceral. Xavier Dolan nos expõe mais uma vez a uma experiência autobiográfica que, ainda assim, abarca o telespectador intimamente em suas cenas peculiares e cruas. O filme “É apenas o fim do mundo” cresce em um único ambiente, esponjoso, que absorve…

Garota Exemplar

Sentar para ver um filme e começar a presenciar uma história que, após vários minutos, se mostra, na realidade, uma outra coisa parece ser algo que já aconteceu há anos, décadas. Trata-se de “Psicose” de Alfred Hitchcock, quando, após famosa cena, descobrimos que a…