Mês: abril 2018

Crítica: 3% – 2ª Temporada

Olha, eu não sei o que 3% tá fazendo enquanto série e não novela global. Com essa frase inicio e dou a tônica de minha crítica, que tenderá fortemente à puxões de orelha e ao lado mais óbvio da palavra “crítica”. Com uma entrada…

Crítica: As Novas Aventuras do Macaco (The New Legends of Monkey)

“Jornada ao Oeste” é certamente o romance mitológico mais famoso da China – equiparando-se a “Ilíada” de Homero – e seu escritor, Wu Chengen, tomou emprestado o folclore e antigas baladas para contar a história de perseguição do monge Xuanzang, que foi a Índia em…

Crítica: Doce Argumento (Candy Jar)

A nova obra suave da Netflix é algo que pode se esperar de todo e qualquer filme com os seguintes elementos: adolescentes, high school, comédia e Estados Unidos. Junte isso tudo em um pote e sairá algo de bem docinho dali. Talvez demasiado doce que resultará…

Crítica: Vingadores: Guerra Infinita (Avengers: Infinity War)

Extasiado. Esse era meu estado após a cena pós-crédito de Vingadores: Guerra Infinita, um filme que todo fã de HQs esperou a vida toda. E eu não falo aqui de um filme cinematograficamente bom, como é o caso de “Logan” – que cumpre muito…

Crítica: Feliz! (Happy!)

Ao assistir o primeiro episódio de Feliz!, eu imediatamente fui transportado de volta a Adrenalina, filme de 2006 no qual Jason Statham interpreta Chev Chelios, um assassino de aluguel em quem é injetado um veneno que o matará se sua frequência cardíaca baixar de um certo…

Crítica: Lá Vêm os Pais (The Week Of)

Parece haver uma tradição entre os comediantes saidos do Saturday Night Live: eles começam com papéis ácidos, debochados, controversos e, quando nasce o primeiro filho, tornam-se aqueles atores de filmes de paizão, de vovozona, de familhão. Como se estivessem preocupados quando for o dia…