Paskal: Missão Resgate (Paskal: The Movie), dirigido por Adrian Teh, original Netflix disponibilizado em 15 de março

“Tudo isso incomoda e torna o filme inassistível, mas o que é mais bizarro mesmo é uma maluquice do caralho daquele velho e vetusto discurso de que o militar está aí para servir a liberdade de sua nação. Enquanto que os soldados americanos estão já há décadas morrendo e matando para garantir os direitos das empresas americanas a contratos bilionários na indústria da construção civil e, principalmente, do petróleo, aqui fica muito claro que essa porra desse Paskal só existe para servir como cão de guarda das grandes petrolíferas mundiais.”
Por Gustavo David em crítica publicada em 15 de março


Suzzanna: Enterrada Viva (Suzzanna: Bernapas dalam Kubur), dirigido por Rocky Soraya, original Netflix disponibilizado em 1º de abril

“Porém, o que estava prometendo ser uma experiência pouco sofrível, se torna uma das maiores torturas audiovisuais pelas quais passei recentemente. O nível de atuação – que era nitidamente direcionado para ser ruim – é tão baixo, tão amador, que parecia aqueles testes para elenco com os piores candidatos possíveis. Além disso, a maquiagem tirou qualquer possibilidade de imersão, sendo tão ruim tanto a Suzzanna em vida, quanto na morte. Eu tive a sensação de estar assistindo um episódio especial do “Chapolin”encontrando o “Zorra Total”, com tudo muito precário e feito nas coxas.”
Por Rene Michel Vettori em crítica publicada em 4 de abril

Sugestões para você: