Cópias – De Volta à Vida (Replicas), dirigido por Jeffrey Nachmanoff, lançado em 19 de abril

“Por fim, declaro minha decepção absurda com esse filme, que eu até acreditei que poderia se salvar como entretenimento barato, mas que certamente nem pra isso serve.”
Por Jessicka Silva em crítica publicada em 21 de abril


Fúria Feminina (Huai Phuong), dirigido por Le Van Kiet, original Netflix disponibilizado em 21 de maio

“Sem nenhum sucesso ao procurar as autoridades, Hai Phuong segue sua jornada e cruza com diversos grupos que geram conflito e, mais uma vez, cenas de combate ocupam a tela. Não há mais muito o que se falar de Fúria Feminina. No fim das contas, não é possível anexá-lo como uma tentativa de empoderamento ou qualquer coisa assim, a não ser adotando uma perspectiva rasa que confunde representatividade com lugar de fala. Não basta enfiar uma mulher num filme e bum, a mágica acontece. Tampouco acho que seria necessário ter o discurso de empoderamento para o filme ser de boa qualidade. Falta tempero numa produção de um cinema ainda embrionário, que precisa crescer para além de clichês e adentrar de maneira mais selvagem em suas narrativas; um derivativo barato da produção comercial de ação mundial não pode ser a única representação de um país tão complexo como Vietnã.”
Por Larissa Moreno em crítica publicada em 23 de maio

Sugestões para você: