Cinéfila de carteirinha, excêntrica por natureza. Falou, pessoas!

Crítica: Até que a Gente te Separe (The Breaker Upperers)

A extensa variedade dos vários tipos de comédia chama a atenção de diferentes públicos, desde aquelas de humor “inteligente” até as com uma vibe bem mais escrachada. Até que a Gente te Separe é um bom exemplo do adágio de que não tem como…

Crítica: Big Mouth: My Furry Valentine

Gostaria de deixar claro que defendo 12 de Junho como a oficial data do Dia dos Namorados. Valentine’s Day é outro lance celebrando o amor e acontece no dia 14 de Fevereiro nos States. Poucos dias antes da “exaltação” de São Valentim, o time…

Crítica: Sempre Bruxa (Siempre Bruja) – 1a Temporada

Todos temos uma ideia sobre o que era bruxaria “raiz”: um conjunto de pessoas que cometem atos ligados a misticismo e ao capiroto, mas não fogem do fogo na maioria das vezes. Essa foi uma das peças que construiu Sempre Bruxa, série sobrenatural colombiana…

Crítica: Unbreakable Kimmy Schmidt – 4a Temporada

Sabe quando você tá perdida(o) pelo catálogo da Netflix, aparece alguma “recomendação” e você imediatamente pensa na porcaria que isso pode ser? Essa foi minha primeira impressão quando encontrei Unbreakable Kimmy Schmidt tempos atrás. Pois é. Após uma redescoberta da série, fiquei completamente apaixonada,…

Crítica: Carmen Sandiego – 1a Temporada

“Super Mario Bros.” e “The Legend of Zelda” foram dois dos maiores videogames lançados na década de 80, gerando inúmeros jogos e produtos diversos inspirados nos originais. No mesmo ano em que lançaram os irmãos encanadores, uma ladra de chapéu e casaco vermelhos foi…

Crítica: Como Treinar o Seu Dragão 3 (How to Train Your Dragon: The Hidden World)

Nove anos representam uma longa jornada. Bem especial nesse caso. Não me lembro se vi o primeiro capítulo dessa franquia irada nos cinemas, e me apaixonei na hora. Sei que vi o segundo lá e meu amor aumentou. Agora, nos despedimos de uma trilogia…