Meus amigos me chamam de Jedi, por motivos óbvios. Se precisasse descrever minha profissão, diria que sou um Mestre do Jogo, apesar de minha carteira de trabalho dizer "Publicitário", meu currículo dizer "Fotógrafo", as pessoas me chamarem de "Teacher" e eu sonhasse em ser "Maestro" aos 5 anos. Não sei se sou um cinéfilo. Antes disso, amo as histórias, sejam contadas por palavras, imagens ou sons. Gosto mais da manhã que da noite, mais de chocolate quente que de café, mais de sorrir do que de entender. Welcome and May the Force be with you... Always.

Crítica: O Príncipe Dragão (The Dragon Prince) – 3a Temporada

Essa é a crítica da 3a temporada de O Príncipe Dragão. As críticas da 1a temporada e da 2a temporada estão aqui e aqui. Em 2018, no auge da febre de Game of Thrones, quando acreditava-se que o gênero da fantasia estava fadado a…

Crítica: The Mandalorian – Capítulo 1

Um dos mais aguardados lançamentos da semana (ou do mês… ou talvez do ano, dependendo do seu nível de nerdice), The Mandalorian, menina dos olhos do novíssimo serviço de streaming da Disney, ficou disponível ontem para o público americano (eu sei… sacanagem). Em visita…

Crítica: Meu Nome é Dolemite (Dolemite Is My Name)

“Dolemite is my name and fucking up motherfuckers is my game” O célebre músico Woody Guthrie tinha escrita em seu violão a frase “This Machine Kills Fascists” declarando-se ferramenta para a aniquilação da escória da humanidade. Por anos venho procurando seu correlato moderno, algo…

Crítica: Hip-Hop Beats (Beats)

Há algo que me agrada na maneira como a Netflix deciciu se colocar no mercado de produção audiovisual. Eles têm dinheiro. Provavelmente mais do que a maioria dos major studios mundo afora. Possuem seu próprio meio de distribuição e têm acesso direto ao público…

Crítica: Rolling Thunder Revue: A Bob Dylan Story by Martin Scorsese

Em 1976 eu vim ao mundo, junto com o Punk Rock e o bicentenário dos Estados Unidos, numa época em que o fracasso da Guerra do Vietnã e a decepção com o chamado “Sonho Americano” permeavam um mundo que em breve mudaria de maneira…

Crítica: Persona

Annyeonghaseyo! Em algum momento no inicio do ano passado minha esposa e eu descobrimos na Netflix um reality show Coreano chamado Hyori’s Bed and Breakfast (Hyorine Minbak no original). Nele, a cantora Lee Hyori (celebridade absoluta na Coréia) e seu marido, o guitarrista e…