Três personagens, com apenas um falando. Basicamente, uma única locação. E a imaginação do espectador sobre o que quer que esteja no contra-campo. Esses são os elementos necessários para a narrativa regida por Riley Stearns (que também assina o roteiro) para o curta-metragem The Cub, no qual o diretor consegue, em breves 5 minutos, tecer uma crítica social sobre a concepção atual de educação e o papel dos familiares na criação de seus filhos.

Selecionado para Sundance no ano do lançamento do filme, a obra traz uma sinopse surreal e intrigante o bastante para nos fazer assistir aos seus poucos minutos: os pais de uma pequena garota deixam a menina para ser criada por uma alcateia.

Sugestões para você: