Fechando a semana inspirada pela mais recente adaptação da obra de Stephen King, “It: A Coisa“, CinePigmeu traz uma história com a mesma atmosfera, envolvendo os mesmos elementos: Balões, crianças e criaturas pintadas. Um convite a uma inocência imaculada. A insistência de um palhaço abjeto. De “It” para The Smiling Man.

A.J. Briones, com um invejável currículo na parte de efeitos visuais, escreveu e dirigiu o curta que estamos a apresentar. Simples, sem falas e com elementos dos mais utilizados em filmes de terror (tal qual o dito no review da estréia da semana, o remake de “It”), The Smiling Man consegue produzir tensão em poucos minutos e concluir a narrativa de uma maneira bem evocativa. Briones faz uma releitura dos elementos mais presentes nos contos de horror em um filme que não se pretende original ou surpreendente, mas que é capaz de recriar em nós a sensação de pavor e fragilidade comumente experimentada quando, na infância, víamos essas obras.

O que te aguarda?

Balões vermelhos flutuantes, uma invitação à nossa curiosidade. Um prêmio no lugar da chegada? Ou uma brincadeira de uma criatura pintada? A tentativa de um número de circo dentro de casa pode guardar conclusões inesperadas. Cara… eu odeio palhaços!

Sugestões para você: