Como bem apontou nosso editor-chefe Gustavo na crítica de Amador – também estreando na plataforma de streaming junto com 6 Balões hoje – a NETFLIX faz seu retorno às obras simples, com histórias reais e sem grandes orçamentos. Contando uma história episódica, o longa mostra um curto e triste capítulo de tantas famílias pelos EUA e mostra também que não somos mestres de nosso destino.

Marja-Lewis Ryan escreve e dirige 6 Balões nos colocando no meio de um drama familiar em andamento, sem explicações do que levou os personagens a estarem naquela situação. De forma muito competente, como o filme tem apenas 1h15min, a impressão passada é que perdemos os 45 minutos iniciais. No entanto, o longa funciona perfeitamente e mostra que uma narrativa linear com começo, meio e fim perfeitamente didáticos e definidos não são necessários para se contar uma boa história.

Temos aqui um drama sobre nossas escolhas e vícios, catalisados pela relação entre dois irmãos, Katie (Abbi Jacobson) e Seth (Dave Franco). Katie está preparando uma festa surpresa para seu namorado e vai buscar seu irmão e sua sobrinha. Ao pegá-los vemos nitidamente que Seth não está em perfeitas condições e descobrimos que ele está em mais uma crise de abstinência de heroína. Logo no início temos a quebra do filme, quando Katie precisa decidir entre seguir com seus planos ou ajudar seu irmão e sobrinha.

Um dos trunfos do filme certamente é mostrar como essas decisões são ilusórias e que todos somos reféns das circunstâncias. Seth tem total noção de que o que ele faz tem sérias repercussões na vida de sua filha e família, assim como Katie sabe que ajudar seu irmão é sua obrigação. Muito além disso, o longa aborda como compactuamos com as escolhas de outrem e acabamos por tomar parte em ações que condenamos.

A obra é recheada de cenas fortes, degradantes e que mostram que o ser humano pode se sujeitar a qualquer tipo de situação motivado pelo amor ou obrigado pelo vício. 6 Balões, apesar de não ser aquele filme visceral que te rasga a alma, é muito competente e honesto. Conta com atuações convincentes, especialmente de Dave Franco, e uma direção arrumadinha. Esperemos que a NETFLIX siga nesse caminho e continue experimentando com a produção desses filmes que, tanto pelo vício quanto pelo amor, me obriga a assisti-los.

Chopper out! Chopper out! Let’s go!

Sugestões para você: