Seguimos com os especiais de Natal da NETFLIX com o surpreendente Aggretsuko. Antes de mais nada, é importante que você assista e leia a crítica da 1a temporada, que é curtinha, com episódios de 15 minutos. Digo isso, pois quase todos os personagens estão de volta e eles carregam nesse especial o desenrolar de tudo o que ocorreu nos seus 10 episódios. É importante também que você entenda que no Japão o Natal não é visto como no ocidente. Apenas 2% da população é cristã, mas considerando o peso desse feriado na economia, há uma certa receptividade pela maior parte da população, que comemora fazendo festas ou saindo para comer com os amigos. Meio como o halloween aqui no Brasil.

No episódio temos Haida (Shingo Kato), após levar um toco de Retsuko (Kaolip), tentando convidá-la para fazer algo no Natal. Com a ajuda da sua fiel amiga Fenneko (Mina Inoue), uma verdadeira antropóloga de instagram, ele vai tirando conclusões que não condizem muito com a realidade, condicionando suas atitudes perante seu crush não condizentes com a real situação. Esse mal entendido move o curto episódio, chegando a um desfecho interessante e que levanta questões sobre a superficialidade das redes sociais.

Todo o episódio mostra Retsuko criando uma vida artificial fofa para aceitação dos outros e para caçar like. Segundo a antropóloga Fenneko, esse tipo de comportamento leva a infelicidade e te torna refém de uma imagem que você vende. É curioso ver esse contraste em nossa protagonista, que é uma headbanger não conformada com o sistema que desconta todo o seu estresse cantando um bom death metal, o que é nada aceitável para a maior parte da população.

Mesmo sendo um especial de Natal, ele não é nada natalino, tendo somente a sua véspera como cenário, e bem poderia ter aparecido em nosso especial Os 12 Melhores Filmes de Natal (ou não). Contudo, foi muito agradável revisitar nossa pandinha vermelha. E vocês? Curtiram o episódio?

Sugestões para você: