No meu tempo, ver praticamente toda série do Disney Channel era uma obrigação diária. Só passavam os melhores programas e o povo da minha idade com certeza chegou a pegar séries como “Os Feiticeiros de Waverly Place”, “Hannah Montana”, “As Visões da Raven” e muitos outros. Hoje não vemos mais a mesma qualidade. Felizmente, a Netflix lançou uma série que quase consegue atingir o patamar das três mencionadas. Alexa & Katie não é perfeita, mas é algo que o público infanto-juvenil precisa ver e que aborda um assunto muito sério: jovens com câncer.

Seguindo a clássica estrutura de sitcoms, acompanhamos a vida das duas personagens titulares (Paris Berelc e Isabel May, respectivamente) em situações do dia-a-dia. O câncer da Alexa é sempre mencionado, mas ela não quer que as pessoas sintam pena dela, o que é ótimo. Isso é uma das coisas que fazem a série funcionar, por mais que seja muito boba. A química entre as famílias também é interessante, pois as duas vivem realidades bem diferentes. Os Mendoza (família da Alexa) são formados por um irmão mais velho vaidoso e pais bem sucedidos com um casamento feliz. Já os Cooper (família da Katie) são compostos por um irmão caçula danado e uma mãe solteira ainda estudando. Até diferenças financeiras são evidentes, deixando toda essa dinâmica menos quadrada em relação a outros programas.

Apesar do tema pesado, a série, por ser uma comédia, tenta mostrar um lado mais alegre da vida difícil que algumas famílias vivem. Não conheço ninguém que está ou já passou por algo parecido, mas sem dúvida deve ser um desafio enorme e muito triste. Um artigo do jornal Los Angeles Times contou que uma paciente chamada Katie Hawley (que até apareceu num episódio) foi consultada pra série e disse que se identificou com vários momentos vividos pelas protagonistas ao ler o roteiro. Confesso que isso me deixou emocionada.

Fiquei meio tensa antes de assistir, mas a produção atingiu todos os objetivos dos criadores, mostrando-se bem promissora e com muito a oferecer. Recomendo para qualquer um que esteja nessa situação ou não. Esqueçam as caixinhas de lenço, pois aí vem um olhar otimista da vida!

Sugestões para você: