Seguem spoilers brutais e nomes de personagens escritos conforme meu gosto. As vezes será no aportuguesado do japonês as vezes será como traduzido para o Brasil.

Seguindo um episódio muito bom, este episódio 112 foi consideravelmente menos intenso, mas não menos importante para o desenvolvimento da trama ao culminar com um personagem querido de escalão B de poder caindo da arena.

Tivemos uma palhinha da luta do Gohan e Piccolo contra os namekuseijins do 6o universo.

O episódio começa com um panorama de todos os universos na arquibancada, mostrando os deuses dos universos que não participam do torneio, os universos participantes, com seus deuses e lutadores eliminados e, por fim, os anjos dos universos já eliminados.

Interessante notar como o atual momento do torneio afeta cada universo. Os deuses não participantes estão completamente entretidos com a situação – já que seus universos estão a salvo (por enquanto) – e os deuses com poucos participantes na arena olhando com preocupação, exceto, claro, o universo 11 do Jiren. Os universos com muitos lutadores estão mais preocupados com o tempo, já que vence quem tiver mais lutadores ao final do prazo estabelecido (100 taks ou 48 minutos), sendo que 52 de 80 lutadores já foram eliminados e já se passaram 50 taks. Obviamente, o que mais chama a atenção é o olhar dos anjos dos universos 9 e 10, já eliminados.

3o universo.

O protagonismo do episódio vai para o 6º universo. Com Champa pedindo para seus lutadores se esconderem até o tempo acabar, uma vez que eles têm muitos lutadores na arena, embora tenham perdido o seu representante mais “forte”, o Hitto (ainda existem suspeitas que ele está no torneio, mas não entrarei no mérito disso até ser confirmado).

Logo de início temos Kyabe, saiyajin do 6º universo, se intrometendo na luta que se iniciaria entre Kale e Caulifla contra Monna do 4º universo. Vale ressaltar quão diferentes são fisicamente os saiyajins desse universo, tendo em seus principais guerreiros corpos esguios e de baixa estatura.

Girl power!

Kyabe não consegue dar conta de Monna e, mesmo se transformando em SSJ, é arremessado para fora da arena, sendo salvo por Vegeta, que, mesmo sendo do 7º universo, possui uma relação de mestre/discípulo com nosso raquítico saiyajin .

Vegeta, além de dar umas boas porradas em Kyabe e mandar ser macho, revela que pretende ressuscitar o planeta dos saiyajins do 6º universo (provavelmente ressuscitando o universo inteiro). O anime começa a apontar para um horizonte que sugere ainda termos MUITA água para passar por baixo dessa ponte.

“seje homi!”

Kyabe consegue chegar ao SSJ2, numa cena muito fraca se comparada a 1ª vez que vemos o Gohan atingindo tal nível, e derrota Monna. E isso só para mais tarde ser eliminado por Freeza, que inicia sua vendeta contra os saiyajins, mesmo que sejam de outro universo.

Enquanto isso, Vegeta e Goku, lado a lado, estão em suas lutas. Vegeta enfrentando Toppo, dois gigantes do torneio, o Goku enfrentando 3 oponentes sem personalidade do 3º universo, ainda se recuperando da luta contra Jiren.

Ainda não entendi, salvo alguns poucos lutadores, como, em um torneio que define a vida deles e de trilhões de outros seres que eles representam, assim como os seus deuses, a rataria não come solta. Não vejo lutas desleais, gente sendo pega por trás, 5 contra 1 e coisas do gênero. Honra não irá salvar vidas e é nessas horas que os vilões brilham no torneio. Aguardando Freeza salvar o universo 7.

O episódio encerra com o cenário montado para o embate de Caulifla e, especialmente, Kale contra Goku, dando a entender que veremos pela 1ª vez um SSJ3 no torneio. Só nos resta aguardar para saber quem será.

Sugestões para você: