Como já é a praxe aqui do MetaFictions em nossos reviews de episódios de séries, teremos spoilers violentíssimos do episódio e da série inteira no texto a seguir.


Recuperados da morte do nosso deus 17?! Pois é, caros fãs da Dragon Ball, mal tivemos tempo para absorver a morte de nosso querido androide e já tivemos outro embate com baixas nesse episódio, que, pelo título, você já pode adivinhar quem seja.

Seguindo a luta pela sobrevivência do 7o Universo, podemos resumir o episódio em duas partes. A 1a teve a breve, mas emocionante, luta de Vegeta e na 2a metade tivemos Goku manifestando o Instinto Superior. Considerando que faltam pouquíssimos episódios para o fim de DBS, o episódio foi um tanto corrido para o que costuma ser, mas ainda assim satisfatório.

Strike 1

Não há muito o que falar da luta de Vegeta, tirando o fato de ter sido o confronto dos egos inflados. Vegeta apanhou mais do que o Rocky em todos os seus filmes juntos e ficou evidente um GRANDE desnível de poder. Não foi ao nível do Hitto, no confronto entre o 6o e 7o Universos naquele “torneiozinho”, que essa derrota veio, foi ao nível do Freeza em Namekusei. Levando porrada à seco sem qualquer chance de revidar. Vou nem entrar no mérito dele estar sem transformação alguma levando soco e chute sem ser cortado ao meio.

Novamente vimos Vegeta, o pagador de promessas (pro Kyabe) e pai de família, em belos flashes da sua relação com sua mulher, filhos e pupilo (se é que posso chamar assim). Foi comovente como isso o motivou a ficar levantando sempre que Jiren desferia golpes em seu corpo já massacrado. Confesso que tenho muita dificuldade em aceitar Vegeta, o genocida, com esse apego sentimental todo.

Hummmm sei não… hein, Bulma?

Questiono por que não foi o Gohan o escolhido para protagonizar esse arco? Ele sempre foi muito apegado a família, era visto como o ser prodígio, de bom coração e com enorme potencial a ser desenvolvido. Talvez não ficasse forçada a motivação familiar.

Outro fator que causou incômodo foi mais uma vez vermos o Vegeta nessa situação, de dar seu melhor, ser bagunçado, praticamente ou de fato morrer, para que o Kakaroto salve o dia. Foi assim contra o Freeza, contra o Boo, o Hitto e agora com o Jiren. Deixem o príncipe brilhar.

Strike 2

Em seu ato final, Vegeta ainda dá uma moral de energia para Goku levantar e continuar lutando, resultando em outra surra antológica. Infelizmente o SSJ Blue contra o Jiren foi de pouca ajuda.

Bem quando parecia decretado o fim da luta, vimos, novamente, o Instinto Superior voltando em Goku e uma fagulha de esperança brilhou nos olhos de todos do 7o Universo. Vamos ver se essa fagulha dará início a um incêndio de proporções bíblicas ou será apenas uma ameaça de um isqueiro quebrado.

Freeeeeeeza… cadê você, querido?

O jogo virou… não é mesmo?

Sugestões para você: