Queria logo dizer que acompanho o Mangá e pude ver as modificações que o Anime fez à história, inventando situações e personagens, por exemplo. Mas farei melhor para analisar apenas o anime imparcialmente e com spoilers da 1a temporada.

No final da primeira temporada, começam a nos dar pistas de que a presidente do grêmio estudantil, Kirari Momobami, faz parte de um outro tipo de conselho fora da escola, mas terminam nos deixando em dúvida sobre do que se tratava sua viagem para a misteriosa reunião. Esse acaba por virar o foco da segunda temporada, mas ainda vamos chegar lá. No entanto, para não dizer que nos deixam completamente no escuro, é revelado que a vice-presidente (pasmem, ou não) é na verdade sua irmã gêmea, Ririka Momobami.

Diferente da primeira temporada, que foca bastante em seu sistema político e na hierarquia de bichanas/totós e alunos que (ainda) não estão endividados, agora na segunda temporada temos um novo foco, o cargo de Presidente do Grêmio Estudantil.

No final da primeira temporada, vemos a presidente Kirari Momobami, jogar uma “bomba” em uma reunião dizendo que pretende dissolver o grêmio. Basicamente, por conta do colapso criado na escola com a chegada de Yumeko Jabami, a presidente decide renovar com a intenção de restaurar o equilíbrio na escola, ou criar um caos maior ainda, começando então uma nova eleição. Masm nesse caso, quem ganhar essa eleição não se tornará apenas o(a) novo(a) presidente, mas também líder do Clã Momobami (é agora que começa a explicar a misteriosa reunião que Ririka Momobami teve no último episódio da primeira temporada).

Aparentemente, Kirari é chefe do Clã Momobami, do qual várias famílias fazem parte. Então, quando a eleição foi anunciada, reuniram um representante de cada família que pertence ao clã para concorrer. Como funciona essa corrida pelo trono? Como tudo nesse anime, através de apostas. Cada aluno (sim, todos os alunos da escola ganham a chance de concorrer) ganha uma ficha, que é equivalente a 1 voto, e assim começa o jogo, ou nesse caso, eleição.

Um dos pontos positivos dessa temporada é a expansão do elenco e a diminuição do protagonismo de Yumeko Jabami, pois começaram a se aprofundar em mais personagens e evoluir os que já tinham potencial, as vezes até ultrapassando a grandiosidade da Yumeko.

Se essa temporada é melhor que a última? Pode ser que sim, pode ser que ache uma temporada com mais dinâmica e conteúdo. Ou pode ser que não, pode ser que ache que parece mais uma corrida de cavalos pela posição de presidente do grêmio. Isso já fica a seu critério.

Tive o prazer em conhecer Luisa Viotti, a dubladora da nossa querida e destemível presidente, Kirina Momobami. Então pedi um pequeno testemunho sobre sua visão do anime:

“Adoro a série! Acho autêntica, inteligente e sem vergonha de ser exagerada. É uma série que te prende, brinca bem com a tensão das personagens e do telespectador. Encontra bem o equilíbrio entre o crível e o doentio.”

Por Pietra Baraldi

Sugestões para você: