– Cersei Baratheon (Lena Headey)

Pegando o gancho do incesto que a gente colocou na introdução, a atual governante dos 7 Reinos, pelo menos oficialmente, é uma das nossas candidatas favoritas ao trono. Em 1o lugar está a habilidade dela em forjar alianças com os líderes mais inescrupulosos possíveis, o que é fundamental para conseguir governar um reino vasto e diverso. Em 2o, ela está montada no dinheiro de Braavos, permitindo a contratação da Companhia Dourada (não confundir com a prática feita famosa pelo ser que reina a Westeros Tupiniquim, a chuva dourada). E, o mais importante, em 3o lugar ela é uma tremenda de uma oportunista. Deu o golpe da barriga no Robert, tem um dedo no Casamento Vermelho, arrasou o Alto Pardal e a casa Tyrell numa tacada só, foi até Jardim de Cima nesse momento de fragilidade da família, aliado aos vassalos traidores dos Tyrell, para terminar o serviço e saquear suas terras, e, por fim, ainda tá planejando uma senhora pernada nos Targaryen numa falsa aliança com Jon e Daenerys. Ela prometeu ajuda, mas na verdade vai deixar o exército dos mortos colidir com os dos seus rivais e o que sobrar disso ela espera passar o rodo. Cersei simboliza o que é a série – peitinhos a mostra, incesto e filha-da-putagem sem limites – e seria uma coroação digna de tudo o que vimos até aqui.


– Varys (Conleth Hill)

Vamos lá, pessoal. Qual é a primeira coisa que vocês lembram quando pensam no Varys? É provável que a maioria tenha cagado pra minha pergunta, mas aqueles que se deram ao trabalho de respondê-la mentalmente certamente pensaram no fato de ele ser eunuco, muito embora sua lustrosa cabeça lembre justamente aquilo que ele não tem. Contudo, para além do fato de ter feito a operação de fimose mais agressiva de que sem notícia, o que Varys é é um manipulador nato, responsável pela vida e morte de praticamente todo mundo desta série em algum grau. No RPG ele seria um chaotic neutral daqueles de carteirinha, tendo sempre em mente o que ele entende ser o bem de Westeros, o que na maior parte das vezes parece realmente ser o melhor. Assim é que, apesar de ele provavelmente ser melhor nas suas maquinações, Varys seria um excelente rei de toda a Westeros, em especial porque, ao contrário de Robert Baratheon, ele não passaria a metade do seu tempo comendo puta imunda no Baixio das Pulgas, a Vila Mimosa de Porto Real.

Sugestões para você: