– Gendry Baratheon (Joe Dempsie)

Pode parecer que estamos dando voltas aqui. Só falamos de bastardos e incesto, mas é o que série (felizmente) nos oferece. E despontando como um bastardo postulante legítimo e que tem o apoio da casa MetaFictions, Gendry é com certeza o personagem menos explorado que chegou vivo até a última temporada. E por que apoiamos ele? Particularmente ele só tá aqui porque Stannis Baratheon morreu e, embora eu não entenda muito de linhagem de sucessão ao trono, suponho que o irmão mais velho do rei tenha mais direito do que um filho ilegítimo, mas ainda com o sangue Baratheon, diferente do Joffrey e Tommen que assumiram o trono e que de Baratheon não tinham nada, sendo eles os mais puros-sangues Lannister. Além disso, a pendenga quanto a sucessão ao trono envolvendo os descendentes Baratheons foi o catalisador de toda a guerra civil que varreu os 7 Reinos e que deu início a sequência de mortes inesperadas, começando pela cabeça de Ned Stark que tinha aí suas intenções de colocar no trono Stannis e desbancar Cersei e família do poder. Embora ache que Gendry não possua preparo algum e que seu reinado seria pouco apoiado, seria uma conclusão até certo ponto poética, realizando, finalmente, o que Ned planejou, restabelecendo e honrando a Rebelião de Robert.


– Bronn (Jerome Flynn)

Hoje muito famoso pelo meme “I’d fuck her” (eu comia, em tradução muito livre), coisa que é falada há décadas e sabe-se lá porque a internet resolveu transformar em meme quando ele falou, Bronn é dos mais carismáticos personagens de toda a saga de GOT. Começando como um mero mercenário contratado a esmo por Tyrion e hoje se tornando personagem chave por trás de boa parte dos principais momentos da série envolvendo os Lannister e a corte de Porto Real, ele é hoje um lorde, tendo recebido seu título por puro oportunismo e habilidade. Seria necessário uma sequência de eventos inacreditável para que ele sentasse no trono, mas, com certeza, uma vez lá, não temos dúvidas de que Bronn ia mandar trocar aquela merda desconfortável por um trono tipo o do Dom João VI com um buraco pra cagar e tudo mais. Seu reinado também provavelmente seria o mais curto da história, pois ele ia passar metade do tempo todo arrumando alguém com quem meter e a outra metade matando os maridos dessas donzelas. Sinceramente eu não consigo pensar num final melhor.

Sugestões para você: