Todos Já Sabem (Todos lo saben), de 2018, dirigido por Asghar Farhadi

Asghar Farhadi é um poderoso diretor iraniano, que conta em sua filmografia com títulos expressivos, como “A Separação”, “O Passado” e “O Apartamento”. Claramente suas narrativas se debruçam sobre questões familiares, evocando sua fragilidades e obscuridades. Em Todos Já Sabem, contando com atores ocidentais, ele repete a temática ao nos colocar na pele de Laura (Penélope Cruz), que volta de Buenos Aires a Madrid para o casamento de sua irmã. Aquilo que deveria ser o reencontro com os parentes faz com que as festividades se tornem um foco de revelações e intrigas jamais esperadas.

Não só revisitar antigos sentimentos – por muito escondidos ou forçados a um esquecimento – será um problema para a protagonista. Tudo parece, de fato, ruir quando a filha adolescente é sequestrada e todos passam a se sentir ameaçados, gerando desconfiança entre citadinos, velhos amigos e entre os próprios familiares. Sentimentos aflorados, sensações aguçadas e uma família que, por diferentes motivos, balança sobre o fio da navalha transformam este conto em um drama misterioso cheio de som e fúria.

Confira a crítica na íntegra clicando aqui.

Sugestões para você: