Tradicionalmente em nossos Garimpos buscamos apresentar obras desconhecidas, ou por não terem sido lançadas por aqui ou por terem passado sem qualquer alarde da crítica ou público. O fato é que esse quadro foca em levar ao nosso leitor boas obras de fácil acesso para sua apreciação e entretenimento.

Quando digo fácil acesso, refiro-me essencialmente às plataformas de streaming, em especial a NETFLIX. Essa monstruosidade domina a distribuição de filmes e séries no mundo, tanto com licenças compradas como por produção original. Tamanha é a sua excelência, que suas séries e filmes são vencedores de Emmys e Oscars, respectivamente. No entanto, não há muito tempo atrás, a NETFLIX era vista como um “local” onde só achávamos poucos e bem datados filmes. Felizmente essa imagem ficou para trás conforme ela foi se consolidando.

Ainda com essa estigma, chega o serviço de streaming da Amazon ao Brasil, o Prime Video. Com uma biblioteca ainda modesta e com algumas boas produções originais, a Amazon começa a mostrar as suas caras em terras tupiniquins com uma tática de atração bem convidativa: o seu preço de R$7,90 por mês após o 1o mês grátis (e não! não estamos sendo pagos!).

Para te convencer que vale a pena investir essa quantia, o Garimpo de hoje foge um pouco da sua tradição e mira em obras de terror de décadas diferentes (1990, 2000 e 2010) que são um tanto consagradas pelo público aficionado nesse gênero, incluindo aqui uma produção original da Amazon.

Esperamos que gostem e aproveitem para comentar o que acharam!


O Enigma do Horizonte (Event Horizon), de 1997, dirigido por  Paul W.S. Anderson.

Conhecido por seus filmes MUITO ruins do ponto de vista cinematográfico, mas cativantes/apelativos à certos públicos, Paul W.S. Anderson dirige o seu melhor trabalho (não que isso queira dizer muito) e que impactou diversos filmes de scifi que se seguiram. Imaginar o visual de “Matrix” – que inclusive também tem como capitão de sua nave Laurence Fishburne – ou as premissas de viagem entre dimensões, como em Cloverfield Paradox”(resenhado pela gente)sem a inspiração trazida nesse longa de terror espacial é praticamente impossível.

Começamos em um futuro não muito distante, quando a humanidade achou que seria uma boa viajar mais “rápido” do que a velocidade da luz usando portais interdimensionais, como bem explica naquela clássica cena de um físico furando um papel com um lápis o doutor William Weir (Sam Neill). Para realizar tal experimento, a nave Event Horizon é mandada para os confins de nosso Sistema Solar para testar essa tecnologia, quando perde contato com a Terra. Sete anos depois ela reaparece e uma missão de resgate é enviada para saber o que se sucedeu.

Mesmo com efeitos visuais datados até mesmo para época, O Enigma no Horizonte é uma boa obra genuinamente de terror, que te faz segurar a respiração em diversos momentos e que choca com cenas brutais de mutilação. (Re)Visite esse clássico da década de 90!

Sugestões para você: