Filhas do Sol (Les filles du soleil), dirigido por Eva Husson, lançado em 26 de setembro

“O arquétipo das mulheres guerreiras – “Mulheres que correm com os lobos” – não deixava de me assaltar enquanto assistia ao filme. Porque Filhas do Sol é, antes de mais nada, sobre o que é mais urgente no instinto humano: a sobrevivência. Ser capaz de superar todos os momentos sombrios e o desespero em prol da esperança de sobreviver ao futuro. Por tudo isso, recomendo Filhas do Sol a qualquer espectador interessado na temática mas faço um parênteses aqui para as mulheres, pra quem essa película se torna especialmente obrigatória.”
Por Jessicka Silva em crítica publicada em 26 de setembro


Cade Você, Bernardette? (Where’d You Go, Bernardette?), dirigido por Richard Linklater, lançado em 9 de novembro

“Cadê Você, Bernadette? é bonito. Ele toca num pedaço de nós que, ao mesmo tempo em que quer sumir do mundo, quer se unir a ele. É um filme sobre afetos. Talvez seja essa a sua maior arquitetura: a arquitetura dos afetos. É uma porta, pois, como definiu o grande João Cabral de Melo Neto, o arquiteto é aquele que abre portas para o homem. Mas não qualquer porta. São ‘portas por-onde, jamais portas-contra; por onde, livres: ar luz razão certa’.”
Por Marco Medeiros em crítica publicada em 26 de setembro

Sugestões para você: