– The Great Pretender, de 2020, 23 episódios, estúdio Wit Studio – Disponível na Netflix

Falando em um anime tecnicamente impecável, que foi indicado em diversas categorias no Oscar 2021 dos animes, apresento The Great Pretender. Do mesmo estúdio responsável pelas 3 primeiras temporadas de “Attack on Titan”, temos aqui uma produção bem autoral em sua proposta visual.

Com tons vívidos e uma paleta de cor bem avermelhada, somos conduzidos por 4 cenários de golpes ou heists em alguns locais espalhados pelo mundo. Vamos desde mercado negro de obras de arte, passando por traficantes de drogas e chegando à venda de escravos. Embora tudo seja muito ambíguo (e talvez aí resida a graça da série), somos constantemente jogados de um lugar para outro num estalar de dedos. Curte plot twist? Então é curtir um dos melhores animes originais da Netflix.


– DoroHeDoro, de 2020, 12 episódios, estúdio MAPPA – Disponível na Netflix

É um tanto complicado explicar DoroHeDoro sem estragar a sua trama. Cá estamos em um mundo com duas dimensões, uma com seres sem poder – alguns antropomórficos – vivendo em anarquia e pobreza e outra dimensão com seres mágicos que acham que cagam goma. Começa aqui a saga de Caiman, que teve seu rosto transformado em um rosto de lagarto e a memória apagada, buscando um feiticeiro para desfazer o trabalho que jogaram nele.

Com um desenho de personagens surreal, violência grotesca e uma história complexa, DoroHeDoro fecha nosso trio de animes lançados em 2020 cujos ovos foram babados fortemente pela crítica.

Sugestões para você: