O Garimpo é um quadro do MetaFictions no qual indicamos toda semana bons títulos disponíveis nas maiores plataformas de streaming. Clique aqui para conferir os anteriores.


Ahhh, os anos 90. Recebendo com nojo todos os exageros, espalhafatos e bizarrices dos lamentáveis, ainda que amados, anos 80, a década de 90 veio para trazer mais seriedade para a produção artística mundial. Em nenhuma das sete artes isso ficou mais evidente do que na música, com a depressividade do grunge vindo para destruir a farofada dos anos 80. No Cinema, o mesmo aconteceu, com a brilhante ideia de que ter-se-ia um resultado técnica e artisticamente melhor usando como protagonista um bom ator do que aquelas coisas absurdas e estapafúrdias dos anos 80, com produtores fazendo seu casting em eventos de fisiculturismo. Já discorri acerca desse fenômeno no nosso Nostalgia: Comando para Matar.

Assim é que hoje apresentamos aqui 3 obras que são nostálgicas para mim, mas que para você, menino juvenil pela saco do Momoa e do The Rock (dois sacos que merecem ser pelados, diga-se), não dizem nada porque você sequer sabe quem é Sean Connery, acredita que o Nicholas Cage é um ator que só faz um monte de filme merda (o que vem sendo verdade) e que o Michael Bay só sabe fazer filme de Transformers. É pra você, criança nascida nos anos 90 e 2000, que hoje trazemos 3 excelentes filmes de ação dos anos 90 obrigatórios a qualquer apreciador do gênero.


– Perigo Real e Imediato (Clear and Present Danger), de 1994, dirigido por Phillip Noyce

Harrison Ford é Han Solo e Indiana Jones. Nada menos que os dois maiores heróis de praticamente todas as gerações que o viram atuando. Mas, além disso, ele também foi Jack Ryan, o analista da CIA criado pelo lendário Tom Clancy e que já protagonizou filmes interpretados por gente como Ben Affleck e Chris Pine, além deste e de “Jogos Patrióticos” por Ford. Desta vez, com a sempre segura direção de Noyce, Ryan se vê metido num complô que envolve cartéis colombianos (que estavam na moda no início da década de 90), espionagem, politicagem e um roteiro conduzido de forma excelente.

Trata-se de um dos melhores thrillers de ação de que se tem notícia e do qual pouco se fala. Perigo Real e Imediato é uma das inúmeras provas de que Harrison Ford é muito mais do que Han Solo e Indiana Jones.

Sugestões para você: