O Garimpo é um quadro do MetaFictions no qual indicamos toda semana bons títulos disponíveis nas maiores plataformas de streaming. Clique aqui para conferir os anteriores.


Basta olhar pros títulos de nossos 3 últimos Garimpos Netflix – Sangue e Tripas, Terror e Alemanha – pra cravar que a galera aqui do site é toda muito sisudona e cheia de probleminhas mentais. Seja pela evidente obsessão pela violência nos dois primeiros, seja porque a Alemanha está para a felicidade assim como o Brasil está para o IDH, o clima dos últimos garimpos foi um tanto quanto pesado demais.

É em função disso que eu tomei pra mim a missão de achar algumas das melhores, mais imbecis e ofensivas comédias disponíveis na Netflix. Não por acaso, boa parte delas é estrelada pelo Adam Sandler e aí tomei uma decisão polêmica. Hoje o Garimpo Netflix homenageia Adam Sandler, um cara capaz de coisas absolutamente sublimes como “Embriagado de Amor” e de merdas daquelas que fumegam por dias como “Click” ou “Cada um Tem a Gêmea que Merece”, ambos também disponíveis na Netflix. Hoje apresentamos pra vocês uma comédia do gênero Adam Sandler, uma menos escrachada e, por último, uma comédia daqueles meio metidas a besta a la Woody Allen.

Comentem, esculachem e não se esqueçam: “You can do it!”


– Este é o Meu Garoto (That’s My Boy), de 2012, dirigido por Sean Anders

Comecemos com uma comédia clássica do estilo Adam Sandler. Aqui ele vive Donny, um cara que virou a grande estrela de sua escola porque passou a rola na professora gostosa quando tinha 13 anos, engravidou a maluca e depois teve que cuidar do filho porque, afinal de contas, isso aqui é nos EUA e a mulher foi presa. Ele então cria seu filho enquanto mantém uma rotina de putaria braba até que, aos 18 anos, o moleque meio que foge do pai justamente por não aguentar mais aquela vida maluca. Bons exemplos são os fatos do pai ter mandado tatuar o moleque com New Kids on the Block na terceira série e que um dos seus “tios” era o Vanilla Ice. Anos depois, Todd, o filho interpretado pelo excelente Andy Samberg (de “Saturday Night Live” e “Brooklyn 99” indicado no Garimpo Comédias), vai se casar e Donny está na merda devendo uma grana violenta pra Receita. Obviamente, Donny vai fazer merda atrás de merda para reconquistar o amor do filho e conseguir pagar sua dívida.

Esse filme se desenrola mais ou menos como as comédias tradicionais do Adam Sandler, com ele interpretando um cara meio porraloca, mas de bom coração, e que segue em busca de redenção. O grande diferencial dessa para as outras é um roteiro com piadas escrachadas, mas pertinentes, e um elenco excelente, protagonizado por Samberg e Sandler e contando com participações especiais e hilárias de Vanilla Ice, Will Forte, Rachel Dratch, James Caan, Colin Quinn, Nick Swardson e o Steve de Barrados no Baile cujo nome real é irrelevante.

Sugestões para você: