O Garimpo é um quadro do MetaFictions no qual indicamos toda semana bons títulos disponíveis nas maiores plataformas de streaming. Clique aqui para conferir os anteriores.


Essa semana, apresentamos um Garimpo Netflix com obras de temas adorados pelo público, com atores renomados e diretores premiados que fazem desse quadro a razão de ser. Começamos com um filme de terror com muita violência, sangue e cenas de tensão, depois passamos para um filme alternativo envolvendo sexo, drogas e um tanto de ação e finalizamos com um drama com nuances de comédia estrelado por nomes de destaque na indústria e dirigido por uma lenda do Cinema.

Não esqueça de dar seu pitaco nos comentários!


30 Dias de Noite (30 Days of Night), de 2007, dirigido por David Slade

Esqueça os vampiros que brilham à luz do dia, os nobres engomadinhos donos de castelos e os que lutam contra sua própria espécie (Blade, estou falando com você). Vampiro maneiro é aquele vampiro povão, sujão, que morre ao contato da luz do sol e precisa se virar pra conseguir o sangue nosso de cada dia. Em nosso Garimpo Vampiros!, apresentamos 3 longas com seres da noite numa sociedade moderna e com questões mundanas, mas todos ainda prisioneiros do ciclo mortal de dia e noite que rege seus cotidianos. Agora imagine uma cidade no Alasca que, por 30 dias no inverno fica sem conexão aérea com o mundo, com rodovias fechadas, suprimentos contados e um frio de rachar a alma. Já é um cenário ruim, né? Adicione a essa equação um grupo de vampiros que ficou hibernando no solo por 11 meses e que terá nesse tempo de escuridão ininterrupta que saciar sua sede por sangue e fazer reservas até o próximo inverno.

Esse é o cenário de 30 Dias de Noite, baseado na HQ de Steve Niles de 2002. Contando com a participação de alguns rostos conhecidos, como Josh Hartnett, Ben Foster e Danny Huston, temos um longa retratando os chupassangue de forma bestial, tanto na aparência quanto no comportamento, repleto de violência gráfica, momentos de grande tensão e de confrontos inevitáveis em busca da sobrevivência. 30 Dias de Noite pode não ter questionamentos filosóficos sobre ser imortal ou ter que matar para viver, mas ainda assim vai te deixar preso na tela.

Sugestões para você: