O Garimpo é um quadro do MetaFictions no qual indicamos toda semana bons títulos disponíveis nas maiores plataformas de streaming. Clique aqui para conferir os anteriores.


Não faz muito tempo, publiquei aqui em nosso quadro Garimpo três indicações de filmes sul coreanos (veja aqui). Naquela ocasião, já pude redigir algumas sentenças que denunciam meu amor pela produção cinematográfica deste país. Pude, ainda, listar, entre os contemplados, uma obra-prima daquele que se apresenta como um dos maiores diretores da História do Cinema: Chan-Wook Park; além de outra do fantástico Joon-ho Bong, atual vencedor da Palma de Ouro em Cannes. É nítido o quão absurda é a produção desse país.

Assim sendo, um “Garimpo Coreia do Sul – Parte II” se fez presente, sem qualquer esforço para tal. Hoje, voltamos a indicar mais três filmes (sem os dois diretores supracitados, porém), que, se não dialogam diretamente entre si em termos de temática, conseguem pincelar, em algum momento (uns mais do que outros), o grande mosaico religioso dessa bela nação: um terror, um thriller e um suspense dão a forma da publicação de hoje.


– The Priests (Geomeun sajedeul), de 2015, dirigido por Jae-hyun Jang

The Priests é o típico filme de terror com exorcismo, no qual acompanhamos a ação de dois padres para conseguirem libertar o corpo e a alma de jovem garota, possuída há tempos pelo demo. Porém, como é muito comum na cinematografia coreana, a obra é muito, mas muito mais do que isso. O protagonista é o diácono Choi (Dong-won Gang), que surge como a opção “ideal” para ser o assistente do padre exorcista Kim (Yoon-Seok Kim), uma espécie de pária para a Instituição. Acontece que Choi está muito longe de ser aquilo que Kim esperava, pois se trata de um jovem aspirante e imaturo clérigo, meio perdido em suas buscas pessoais.

Mais do que um mero filme de terror, com exorcismos clássicos (no que, diga-se, cumpre perfeitamente seu papel), estamos a contemplar uma narrativa sobre amadurecimento, sobre uma jornada de autoconhecimento pela qual atravessa Choi, tentando lidar com seus traumas passados e uma tentativa de vislumbre de um futuro que, até então, parecia um tanto turvo. Passeando pelas diversas formas de religiosidade presentes na Coreia (em especial, o cristianismo e o xamanismo), The Priests é uma produção que fala alto e profundamente em muitos temas sobre os quais toca.

Mas assista o quanto antes, pois fica no acervo do streaming até dia 01/07 próximo.

Sugestões para você: