– Desejarás o Noivo da sua Irmã (Desearas al hombre de tu hermana), de 2017, dirigido por Diego Kaplan

O maior erro ao assistir esse filme sem maiores referências do que a simples (e sempre péssima) sinopse da Netflix é levá-lo à sério demais. Não me entenda mal, não é que o filme não leve à sério a relação dura e visceral entre as irmãs Lucia (Monica Antonopulos) e Ofélia (Carolina Ardohain), que se reencontram na festa de casamento da primeira, na casa em que cresceram juntas. Mas é que o enredo e o estilo do filme brincam o tempo todo e descaradamente com um estilo próprio de fazer cinema. Tudo é minuciosamente clichê aqui: os olhares, a trilha sonora, o figurino, os dramas grandiloquentes. Tudo exagerado e não muito crível na superfície, ao mesmo tempo que desvela uma relação bastante interessante entre as irmãs, permeado o tempo inteiro por tensões sexuais e tendo como fio condutor a mãe Carmen, numa atuação primorosa de Andrea Frigerio.

De quebra, temos um improvável personagem brasileiro que faz Cosplay de Julinho da Van e defende Pelé na cara dos portenhos. Genial.

Sugestões para você: