– Ergo Proxy, de 2006, 1 temporada, dirigido por Shukou Murase

O estúdio Maglobe, responsável pelo interessante “Samurai Flamenco” e o um tanto decepcionante “Deadman Wonderland”, nos brindou há quase 15 anos atrás com uma distopia futurista do mais alto grau de competência. Ergo Proxy é um thriller que nos conduz por uma caçada, levando-nos ao descobrimento de um mundo precário e excludente, sustentado por meias verdades. Estamos na cidade de Romdo, último reduto da humanidade após o apocalipse ecológico ter varrido a Terra. Quando alguns AutoReivs (ciborgues) começam a contrair uma doença que os deixam cientes de si mesmos, a detetive Mayer fica encarregada de descobrir o que está acontecendo, levantando o véu de acontecimentos passados que permeiam toda a macabra história da cidade.

Com uma paleta cinza, fria e ausente de vida, somos levados por 23 episódios repletos de mistérios, violência e questões filosóficas em um dos melhores animes policiais de séc. XXI.

Sugestões para você: