O Garimpo é um quadro do MetaFictions no qual indicamos toda semana 3 bons títulos disponíveis nas maiores plataformas de streaming. Clique aqui para conferir os anteriores.


Olhando o catálogo da Netflix, eu, que adoro um bom sci-fi, percebi que há realmente uma abundância de filmes do gênero. Sejam aqueles com navezinha, etzinho e raio laser, sejam aqueles em que as coisas são bem mais sutis. O que todos têm em comum é usar um pano de fundo de alguma ciência para fazer grandes alegorias com a realidade em que vivemos e, desta forma, apresentar um convite à reflexão e/ou ao entretenimento puro e irrestrito. Hoje vamos trazer três obras de ficção que conseguem aliar os dois, então aproveitem!

Não deixem de conferir também os nosso garimpos anteriores do tema, lembrando que pode ser que a Netflix já tenha tirado esses filmes do catálogo, então vamos tentar maneirar na paucuzice de quem quiser reclamar disso. Divirtam-se!

Garimpo Netflix: Sci-Fi
Garimpo Netflix: Sci-Fi 2
Garimpo Netflix: Sci-Fi 3
Garimpo Netflix: Sci-Fi4
Top 10 – Filmes de Ficção Científica
Garimpo Netflix: Fantasia


Aniquilação (Anihilation), de 2018, dirigido por Alex Garland

Falo sem medo. Aniquilação é um dos meus filmes favoritos do ano passado e, na minha opinião, um dos melhores filmes disponíveis no catálogo da Netflix. Por causa de algum imbróglio maluco na produção, seu estúdio resolveu lançar o filme comercialmente em pouquíssimas salas dos EUA e Canadá, vendendo os direitos de transmissão mundial à Netflix. Este é, portanto, um original Netflix, talvez seu melhor até aqui.

Dirigido por Alex Garland, do excelente Ex-Machina, Aniquilação tem Natalie Portman interpretando Lena, uma bióloga que acaba de voltar de uma expedição ultra-secreta para dentro de um domo multicolorido que começou a lentamente se expandir a partir de um farol, mudando completamente o ecossistema dentro do domo. Nenhuma das equipes que entrou lá voltou. Lena é a única que conseguiu essa façanha e passamos as quase duas horas de filme assistindo à narrativa dela das ocorrências dessa expedição. Parece até bem simples, mas tá longe PARA UM CARALHO de ser. Um dos filmes mais complexos, cheios de camadas e nuances de que se tem notícia nos últimos tempos, tanto que esteve em nossa lista do Top 10 – Melhores Filmes de 2018.

Dito tudo isso, devo avisar logo. É um filme que demanda demais do espectador, que exige que você tire duas horas do seu dia para se entregar a ele e mais nada. É estranho, é perturbador, é belíssimo e tem uma trilha sonora, em especial em uma cena específica mais pro final do filme, que é a perfeição em forma de som e imagem.

Sugestões para você: