Tempo Compartilhado (Tiempo Compartido), de 2018, dirigido por Sebastián Hoffman

Vou dizer logo de cara. Como pode ser visto na minha votação pra lista do nosso Top 10 – Melhores Filmes de 2018, Tempo Compartilhado foi um dos melhores filmes do ano de 2018 e a razão para tanto está escancarada na minha crítica que pode ser conferida aqui. Trata-se de um filme inventivo, criativo e sufocante, valendo-se de analogias e signos construídos de forma não menos que brilhante, transformando o que começa como uma aparente comediazinha qualquer em um tratado sobre a condição humana, com tons distópicos e opressivos. E tudo isso a partir de uma semana de férias de uma típica família da classe média mexicana.

Aqui o diretor Sebastián Hoffman se vale do sistema de time-share como ponto de partida pra traçar uma crítica social violentíssima, passando como um tratar por cima dos mais comezinhos sentimentos humanos, em especial a nossa necessidade de pertencer, de fazer parte da manada e de segui-la a todo custo. É nada menos que um dos 5 melhores filmes que já tive o prazer de resenhar pra esse site e, ao meu ver, uma pérola autoral e independente do cinema mexicano que precisa ser vista.

Sugestões para você: