Paddleton, de 2019, dirigido por Alex Lehman

Já falamos aqui algumas vezes como a gente gosta das coisas que costumam sair dos irmãos Duplass, em geral obras independentes como o excelente “Blue Jay“, também disponível na Netflix. O que os irmãos Jay e Mark escrevem são obras sobre as relações e em Paddleton, Mark, em parceria com Alex Lehman, que também dirige a obra, contam uma tocante história sobre amizade e luto. O próprio Mark Duplass vive Michael, um sujeito que o americano médio chamaria de “loser”, mas que tem em sua amizade improvável com seu vizinho, o solitário e esquisito Andy (em atuação inebriante do comediante Ray Romano, sim aquele mesmo de “Everybody Loves Ray”), uma espécie de norte da vida. Não quero dar spoilers e convido você a não assistir ao trailer acima, mas algo acontece que traz um elemento novo a essa amizade e a história se desenrola a partir daí.

Paddleton – que é um jogo que os amigos inventam parecido com um squash de pobre – não tenta reinventar a roda, não é um exercício de virtuosismo técnico e tampouco traz qualquer novidade narrativa. Mas nessa sua simplicidade narrativa jaz sua grande força, mostrando que o bom cinema não precisa de muita coisa além de uma boa história e pessoas com paixão pelo que fazem para contá-la.

Sugestões para você: