– Tudo Bem Não Ser Normal (Saikojiman Gwaenchanha), de 2020, dirigido por Park Shin Woo

Essa história conta a vida de dois irmãos, sendo Moon Sang Tae (em uma atuação emocionante de Oh Jeong-se) um autista e o outro, Moon Gang Tae (em bela atuação de Kim Soo-hyun, em seu primeiro trabalho após serviço obrigatório no Exército Coreano) sem necessidades especiais, mas que trabalha como cuidador em um hospital psiquiátrico. Desde pequeno, Gang Tae, o mais novo, cuida de seu irmão após perder a mãe. Inclusive, a progenitora sempre deixou claro a Gang Tae que só o concebeu para que pudesse cuidar de Sang Tae, o mais velho com condições específicas. Temos também nessa história Go Moon Young (em bom momento por Seo Ye-ji), uma escritora de livros infantis que, logo no começo da história percebemo, sofrer de algum distúrbio psiquiátrico. Aos poucos, a vida dos três se entrelaça e forma uma belíssima e emocionante narrativa sobre aceitação.

Mais voltado para o drama, não deixando de conter as particularidades comumente encontradas em doramas, Tudo Bem Não Ser Normal é uma linda história contada com delicadeza, simpatia e muito bem realizada. Tratando de assuntos como relações familiares, pessoais, psiquiátricas e reconstrução emocional, a obra nos leva a refletir sobre a busca para nos livrarmos dos nossos medos.

Sugestões para você: