– Desejo de Matar (Death Wish), de 2018, dirigido por Eli Roth

Quando li que iam fazer um remake da franquia Desejo de Matar – imortalizada pelo Charles Bronson e famosa no Brasil de tal forma que é improvável que você que tem entre 30 e 50 anos não conheça alguém chamado ou apelidado de Bronson -, eu caguei fortemente, muito porque cagar é a minha reação normal pra qualquer remake. Dito isso, o fato de ser dirigido pelo melhor diretor ruim do cinema atual (Eli Roth) e estrelado por um grande ídolo (Bruce Willis) me fez cagar um pouco menos, mas então o filme saiu, as críticas foram horríveis e ele caiu no esquecimento.

Mesmo assim, resolvi ver isso um dia e, puta que o pariu, que filme divertido. Eu juro que não entendo qual foi o problema que a crítica teve com esse filme, talvez uma questão de expectativa, talvez sejam viúvas do Charles Bronson, sei lá. O que eu sei é que Bruce Willis é um médico que vê sua família assassinada após uma invasão em sua casa. Aí ele resolve pegar uma arma e matar os caras que fizeram isso com boas cenas de ação e a violência gratuita que é marca do direto. Tem algo mais clássico e bonito que isso? Pois é.

Sugestões para você: