O Garimpo é um quadro do MetaFictions no qual indicamos toda semana 3 bons títulos disponíveis nas maiores plataformas de streaming. Clique aqui para conferir os anteriores.


Dia 25/04 é o Oscar e a gente aqui no MetaFictions quer surfar nessa onda e ao mesmo tempo prestar nosso serviço de utilidade pública. Com as salas de cinemas fechadas por mais de 1 ano, não é surpresa alguma que as plataformas de streaming dominaram as indicações com suas produções originais. Além das óbvias obras que você certamente já assistiu, estamos aqui humildemente apresentando para sua apreciação 4 indicações de obras na Netflix.

Aproveite e confira as indicações dos Oscars dos anos passados linkados abaixo.

Top 10 – Melhores Filmes de 2020
Garimpo Netflix #57: Oscar 2020
Garimpo Netflix #8: Oscar 2019
Garimpo Netfix: Vencedores do Oscar
Garimpo Netflix: Indicados ao Oscar


O Tigre Branco (The White Tiger), de 2021, dirigido por Ramin Bahrani

Lançado sem muito alarde aqui no começo do ano, nosso editor-chefe decretou em sua resenha (cuja íntegra está linkada abaixo e acima): “Já é, e falo aqui com tranquilidade, um dos melhores filmes do ano.” Passados alguns meses, ele segue firme em sua opinião e vai além ao dizer que é até o momento o melhor filme lançado nesse ano que ele viu. Não sei se concordo totalmente com isso, mas faço coro ao dizer que O Tigre Branco é, sim, um dos melhores filmes do ano e um dos melhores originais Netflix já feitos, concorrendo por merecimento ao prêmio de melhor roteiro adaptado e talvez merecedor de estar concorrendo em alguns outros, em especial o de ator ao seu protagonista, o assombroso Adarsh Gourav.

Aqui acompanhamos a história de Balram, um sujeito de casta baixa na Índia que passa o filme todo numa tomação de cu sem fim, sempre com um sorriso no rosto, até que lá pela metade acontece uma coisa e temos um filme e um protagonista completamente diferentes até o final.  Trata-se de uma produção espetacular, que toca nos pilares da condição humana enquanto ser social, uma obra obrigatória para todos que querem melhor entender o mundo.

Clique aqui para ler a crítica na íntegra.

Sugestões para você: