OtherLife, de 2017, dirigido por Ben C. Lucas

Quantas vezes nos foi sedutor pensar que o corpo humano pudesse funcionar tal qual uma máquina? Que algo que se demora anos e anos a aprender pudesse, simplesmente, ser inserido como a instalação de um software em um computador? Ou, ainda mais simples, que se pudesse ter tantas experiências de vida, sem precisar se deslocar um passo para o lado? Nesse sentido, a obra de Ben C. Lucas propõe uma espécie de “droga”, gerada por algoritmos, que induz a realidades virtuais, nas quais a mente assume a experiência como verdadeira. No entanto, os donos da empresa fabricante não concordam no real uso deste material poderoso.

Ren (Jessica De Gouw), a criadora, tenta recriar experiências para que seu irmão acorde após anos de um acidente que o tirou os sentidos. Mas a nobreza de sua busca gerará consequências para aqueles que veem nesta descoberta muitas outras possibilidades. Uma vez mais, a tentativa da perfeição só tenderá a gerar a sua oposição. E, novamente, o indivíduo será feito refém do desejo de harmonia plena, que jamais se configura como tal efetivamente.

Sugestões para você: