– Office (Opiseu), de 2015, dirigido por Won-Chan Hong

Para aqueles que gostam de thrillers com um quezinho de terror, o filme coreano Office é a pedida. Nele acompanhamos a trainee Mi-Rye (Ko Asung) no opressivo, humilhante e sugador de almas ambiente do escritório de alguma multinacional qualquer na Coreia. A única nesga de carinho humano que ela tem naquele lugar é de um de seus chefes, o Sr. Kim (o ótimo Seong-woo Bae). Acontece que o Sr. Kim acaba de chacinar inexplicavelmente toda a sua família depois de voltar do trabalho e aquele ambiente corporativo que esmaga tudo que a pessoa é recebe um novo e bizarro elemento por causa disso.

Valendo-se da tensão por quase toda a sua totalidade, Office ainda conta com um jogo de câmeras e de iluminação de primeríssima qualidade, totalmente necessário para ilustrar corretamente não só os aspectos de thriller que tem, mas, principalmente, fazer a crítica à impessoalidade, competição extrema e putaria absoluta que é o ambiente corporativo, em especial em sociedades orientais pautadas pela subserviência como a coreana.

Sugestões para você: