– Um Olhar do Paraíso (The Lovely Bones), de 2009, dirigido por Peter Jackson

Caso você tenha lido Peter Jackson aí no cabeçalho e achado que conhecia este nome, isso ocorreu porque você conhece. Trata-se do idealizador e realizador da incomparável trilogia do Senhor dos Anéis e da lamentável trilogia do Hobbit, além de outros títulos excelentes em sua espetacular cinematografia. Sempre flertando com o fantástico e/ou o sobrenatural, Jackson adaptou para o cinema o romance Um Olhar do Paraíso, em que uma adolescente chamada Susie, aqui interpretada por uma ainda desconhecida Saoirse Ronan, é assassinada em circunstâncias – que hoje talvez causassem ainda mais incômodo do que causaram à época – que a fazem vagar por uma não-existência em uma espécie de purgatório enquanto assiste sua família tentando lidar com sua morte/desaparecimento.

Trata-se de um filme denso, sobre luto, sobre o desapego e sobre despedidas, contando ainda com um uso nada convencional de efeitos especiais que servem para abrilhantar a trama e dar ainda mais verossimilhança e profundidade a tudo que acontece na tela, contando ainda com uma performance indicada ao Oscar do sempre ótimo Stanely Tucci. À época de seu lançamento, talvez por causa das circunstâncias um tanto perturbadoras que cercam o desaparecimento de Susie, o filme recebeu muitas críticas justamente porque não há nada de comum nele. Esta é, contudo, sua maior virtude.

Sugestões para você: