Dangal, de 2016, dirigido por Nitesh Tiwari

Dangal é produto da obstinação, talento e prestígio que o espetacular Aamir Khan desfruta na Índia e internacionalmente. Aqui ele interpreta Mahavir, um praticante de luta-livre indiana amador e que teve sempre o sonho de representar seu país internacionalmente na luta greco romana, mas que tem seu sonho destruído quando seu pai o força a largar de mão essa tolice em favor de conseguir um emprego que possa sustentar a si e sua família. Mahavir então tenta ter um filho e fazer desse o grande campeão indiano de luta-livre a conseguir uma medalha para o país em alguma competição internacional. Ocorre que Mahavir, agora velho e barrigudo, só consegue gerar mulher, destroçando seu sonho. Isso até ele descobrir que suas filhas estão cobrindo de porrada os bullies da escola, o que lhe dá a ideia de que seu sonho pode se tornar realidade, mas com suas filhas ao invés de filhos.

Temos aqui uma história bem convencional de gente superando limites e preconceitos para se chegar a um objetivo. O diferencial desse filme é a verdadeiramente magistral atuação de Khan (a cena de luta inicial é simplesmente fantástica), a trilha sonora nada menos que espetacular (acima até mesmo das melhores de Bollywood) e uma trama que celebra a igualdade de oportunidade entre gêneros, ainda que partindo de um sonho masculino. Trata-se de um filme excepcional e que pode ser visto por toda a família.

Sugestões para você: