Ícaro (Icarus), de 2017, dirigido por Bryan Fogel

Bryan Fogel, o diretor de Ícaro, é criador e diretor de uma peça de algum sucesso na Broadway chamada Jewtopia. Em paralelo a isso, ele mantinha uma carreira como ciclista amador (desses cujas bikes de 15 mil dólares são roubadas direto na Lagoa Rodrigo de Freitas), profundamente afetada com os escândalos de doping que começaram a ser acumular dentro do ciclismo profissional a partir da debacle de Lance Armstrong, herói americano que havia vencido um câncer no testículo para voltar ao esporte e ganhar o Tour de France dopado até a medula. Fogel teve uma ideia: fazer um documentário no qual ele se valeria de técnicas e profissionais de ponta no doping por alguns meses a fim de ver até que ponto isso melhoraria sua performance na Haute Route, supostamente a prova de ciclismo amador mais difícil do mundo.

No meio deste processo, Fogel conheceu o Dr. Grigory Rodchenkov, o personagem que faria com que o foco de seu documentário mudasse totalmente e o tornaria o documento mais bombástico no esporte de todos os tempos. Rodchenkov era o diretor do laboratório de controle anti-doping da Rússia e um dos responsáveis pelo maior esquema já criado para burlar os testes de anti-doping dos atletas russos, em uma conspiração que alcança até os mais altos escalões do governo russo, apesar de Putin e seus asseclas negarem o que ele fala, e que culminou na exclusão da Rússia do atletismo dentro dos jogos olímpicos do Rio de Janeiro.

Este documentário não é excelente somente por causa do tema e do que ele veio a conflagrar. Ícaro, que foi justamente premiado com o Oscar de melhor documentário este ano, é dirigido por Fogel de forma precisa, valendo-se de testemunhos, de si mesmo e de uma direção de arte impecável para explicar ao espectador exatamente como tudo era feito e o quanto é fácil contornar este controle, efetivamente deixando claro a todo mundo que aquela nossa desconfiança de que os atletas de alto rendimento só chegam lá na base de muito, muito doping é verdadeira.

Sugestões para você: