No Garimpo Netflix de hoje trago três títulos japoneses (para a alegria dos otakus e do Ryan), cada um com sua peculiaridade de duração e temática. De maneira curiosa, pois não foi intencional, cada um fala de uma perspectiva etária diferente e, portanto, de fases distintas da vida. O primeiro, Ponyo, dirigido pelo aclamado Hayao Miyazaki (de “A Viagem de Chihiro“, entre muitos outros), conta uma história fofinha a partir de uma criança. O segundo expressa através da voz de um menino de 15 anos vicissitudes de seu universo. Por último, trago um curta que te fará chorar ou pelo menos amolecerá o coração em singelos 12 minutos, pondo no holofote a história de um idosinho.


Ponyo: Uma Amizade que Veio do Mar (Gake no ue no Ponyo), de 2008, dirigido por Hayao Miyazaki

Awn! Mas ora se Ponyo não é uma espécie de Pequena Sereia oriental, só que BOM?

Na história temos um menino que vive numa pacata cidadezinha litorânea e que começa a ser amigo de uma peixinha. Através de um olhar sensível somos tomados por uma relação abstrata mas adorável, tão doce que por um momento eu só queria ter uma peixinha dourada como melhor amiga. Ponyo, como o menino nomeia sua amiga, se apaixona da maneira mais genuína possível pelo menino. E é movida por este sentimento que tenta tornar-se parte de seu universo de humanos, sem antes enfrentar as adversidades dessa escolha. Cabe aos dois balancear o quanto se precisam e manter a rotina daquele lugar.

Sugestões para você: