–  Evereste (Everest), de 2015, dirigido por Baltasar Kormákur.

O ser humano é, sem sombra de dúvida, o animal mais intrigante que existe. Não há muito tempo do ponto de vista geológico, deixamos o berço de nascimento da nossa espécie, no qual fomos naturalmente selecionados, e nos expandimos para todos os ambientes terrestres/aquáticos. Triunfamos na maioria deles –  e leia-se triunfar como conseguir se manter e perpetuar a espécie a médio prazo – e certamente você está lendo essas indicações rodeado por invenções que permitem nossa permanência em locais adversos, como aquecedores, ar-condicionados, água encanada, e, mais basicamente, a roupa. No entanto, algumas localidades no globo não permitem nossa permanência, tornando-nos meros visitantes esporádicos e, eventualmente, quando permanentes, cadáveres.

Um desses locais é a cordilheira do Himalaia, no Nepal, onde toma cena o longa Evereste. Baseado em uma história verídica, acompanhamos grupos de alpinistas profissionais e “amadores” tentando chegar ao cume do ponto mais alto da superfície terrestre quando são atingidos por uma tempestade. Com um elenco com diversas estrelas, como Jason ClarkeMichael KellyEmily WatsonSam WorthingtonKeira KnightleyJosh BrolinJake Gyllenhaal e Robin Wright, vemos diversos dramas pessoais conduzidos pela provação da empreitada que é escalar esse monstro de 8.848 metros de altitude que é o Evereste. Recheado de cenas de tirar o fôlego, com uma cinematografia espetacular e muito bem dirigido, é inconcebível que essa obra tenha escapado aos olhos dos populares, já que há aqui orçamento e um formato pipoca.

Sugestões para você: