– Ori and the Will of the Wisps

Ori and the Blind Forest” (já resenhado pelo MetaGames aqui) foi uma agradável surpresa indie e venceu vários prêmios em 2015. Carregando uma intensa carga emocional conduzida pela bela direção de arte e trilha sonora, o game contou uma bela história sobre o amor e como o destino entrelaça vidas através de atos  altruístas e hediondos. Ori and the Will of the Wisps parece seguir o mesmo caminho. Gareth Coker nos envolve mais uma vez com com sua trilha sonora repleta de tristeza e urgência. Algo não está certo na floresta da Árvore dos Espíritos e nosso pequeno protagonista e o filho da vilã do primeiro jogo precisarão se unir para restaurar o seu mundo. Infelizmente não há maiores detalhes ou gameplay disponível. Data de lançamento ainda está por ser revelada e estará a venda para PC e XONE.

– Life Is Strange: Before the Storm

“Life is Strange” chegou ao mercado junto com a onda de dramas adolescentes no cinema e televisão. De forma bem competente e cativante (e superestimada), o game conta a história de Max, uma adolescente outcast passando pelas atribulações da idade na escola e fora dela. Isso tudo com um plus: ela consegue voltar no tempo por alguns momentos e arrumar qualquer decisão sabendo de antemão o resultado a curto prazo. A partir dessa premissa, passamos o jogo fazendo e refazendo escolhas desde temas triviais até outros extremamente delicados e tabus na sociedade. Life Is Strange: Before the Storm será um prequel e, ao que parece, não contará com viagens no tempo. O jogo chega dia 31 de agosto para PS4, PC e XONE.

Sugestões para você: