A festa de 15 anos começou como ritual dos povos pré-colombianos (Astecas/Maias), onde os nobres apresentavam suas filhas para a sociedade, numa mensagem simples e clara, minha filha agora é mulher e pode procriar. Séculos depois, muitas meninas sonham com a valsa, vestido longo e troca de roupa à meia noite, sem ter a menor ideia do simbolismo oculto e nefasto que carrega tal celebração.

De uns anos para cá venho tratando de tal tema incessantemente com minha pequena herdeira de útero na esperança que ela pare de ir a tais eventos. Quanto a ela realizar um? Bem, segundo o código do irmão mais velho, isso é punível com morte ou exílio.

O fato é que Greta não curte festas, não curte vestidos longos e muito menos curte envelhecer e ter que se deparar com a melancólica morte da infância. A película começa com essa jovem de 14 anos chegando a uma escola nova (sem trocadilhos aqui). Ambiente hostil habitado por meninas afogadas em rímel, rapagões dançantes e seu mais novo amigo, o esquisito Elliot, colecionador de porcos de plástico. E tudo vai conforme os embalos da solitária puberdade até que os pais de Greta resolvem dar uma festa de 15 anos para a menina. Daí para frente somos arrebatados por um surrealismo paupérrimo, metáforas clichês, erotismo demasiado sutil e uma mensagem que nem mesmo os mais politicamente corretos vão gostar.

Wes Anderson para dar e vender

A película é claramente influenciada pelo diretor americano Wes Anderson. Está tudo lá: palheta de cores bege, clima New Age e muitos, muitos ângulos retos. O visual até aparenta ser interessante nos primeiros momentos, mas depois fica evidente a falta de criatividade. Em todos os aspectos, O Sonho de Greta é um filme de cartas marcadas, que, por mais que tenha uma boa premissa, não tem nem peso e muito menos sensibilidade.

Menos erótico impossível

Com seus personagens planos, atores presos a estereótipos, sentimento de cópia barata e surrealismo vagabundo, O Sonho de Greta é um baile que não merece ser dançado e não serve nem como propaganda anti festa de 15 anos para eu apresentar a minha irmã. Que da próxima vez Greta tome 20 melatoninas e não sonhe nunca mais!

Sugestões para você: