Pois é, senhores. Mais uma vez um longa que tenta adaptar um game ganha vida. No entanto, temos um plus. Não é apenas uma adaptação, é também um reboot. Seguindo os moldes do reboot que ocorreu nos games (sinto no ar um cheiro de um mega RPR), Tomb Raider parece apontar para a humanização de Lara Croft (Alicia Vikander) e a relação dela com seu pai (Dominic West).

Jessica Biel… não? Jessica Alba? Cadê as Jessicas desse mundão?

A julgar pelo trailer e últimos 2 games da franquia (pós reboot), veremos algumas coisas nesse longa. Primeiro: uma mulher independente, carismática e com o corpo mais resistente do que o do Logan, mais forte do que o Colossus e com uma mira a nível de Bullseye. Segundo: ela vai descobrir algum segredo arqueológico relacionado ao pai e, em vez de avisar as autoridades, vai tentar salvar o mundo sozinha. Terceiro: ela não vai ter remorso algum em chacinar mais de 50 pessoas que nem o Rambo.

Resistência, força e precisão. Os 3 juntos não conseguiriam dar pro começo contra a Lara Croft.

Tomb Raider ainda não tem data de estreia para o Brasil, mas estreia nos EUA 16/03/2018 e, como a Argentina também tem data similar, esperamos que estreie aqui na mesma semana. Estarei lá. Sim, eu, Ryan Fields. Já estou reservando o filme, ok, editor? (Nota do Editor: Não.)

Inscreva-se no nosso canal para acompanhar os trailers legendados assim que são lançados e conferir nossos curtas e quadros!

Sugestões para você: