4º – Batman: O Retorno, de 1992, dirigido por Tim Burton

Embora visto como o segundo filme do homem-morcego, Batman: O Retorno se encaixa muito melhor na trilogia de Natal orquestrada por Tim Burton no início dos anos 1990, composta também por “Edward – Mãos de Tesoura” e “O Estranho Mundo de Jack”. Nessas obras excepcionais, o diretor ilustra como protagonistas psicologicamente perturbados relacionam seus traumas pessoais a convenções sociais e a seus próprios desejos. Raramente houve esse nível de profundidade em filmes de super-herói, especialmente no que diz respeito a crises de identidade que beiram a demência. Em meio a um elenco espetacular, Michelle Pfeiffer – em uma de seus melhores desempenhos e provavelmente a maior atuação feminina em um blockbuster – torna sua Mulher-Gato uma das mais complexas e inesquecíveis vilãs do cinema.
Por Anderson Gomes

3º – Logan, de 2017, dirigido por James Mangold

Poucos filmes de super-herói realmente encantam. Principalmente os filmes que fazem parte do universo dos X-Men. Depois do sucesso de “Deadpool” e do fracasso de “X-Men: Apocalipse“, vem Logan, que é, ao meu ver, o melhor filme com personagens da Marvel já feito. Hugh Jackman entrega uma performance digna de Oscar, além de Patrick Stewart interpretando o Professor Xavier com maestria! E ainda temos Laura, personagem ao redor da qual a trama circula interpretada pela estreante Dafne Keen, que acompanha o mesmo nível de seus colegas de elenco. Emoção, ação, violência e muito CINEMA, Logan é uma obra que eu tenho orgulho de dizer que é uma das minhas favoritas de todos os tempos de super-heróis! Uma puta despedida de Jackman do personagem!
Por Gabriel Eskenazi

Sugestões para você: