Terror
substantivo masculino
1. Qualidade ou particularidade do que é terrível.
2. Condição da pessoa que sente pavor.
3. Algo ou alguém que consegue aterrorizar.
(https://www.dicio.com.br/terror/)

E você, gata? Vai fazer o que nesse Halloween?

Atribuindo-se o conceito do verbete “terror” ao gênero cinematográfico, teríamos que um filme de terror é aquele capaz de causar medo/pavor no espectador. Uma obra capaz de aterrorizar sua audiência. Apesar de sempre criarmos pré-requisitos dos mais detalhados para a confecção de nossas Listas, para a votação desta de filmes de terror apenas consideramos que o título deveria ser deste gênero, a priori, tão claro.

No duro, no duro, eu considero este um dos gêneros mais fáceis de se identificar, visto que sua estrutura e elementos são tão necessários que, normalmente, nem mais vejo certos usos como clichê. No entanto, durante a votação destes 10+, não foi assim tão simples que a coisa se sucedeu. Diversos títulos foram relacionados, mas cuja estrutura não pode ser vista como aquela de um filme de terror. O melhor destes exemplos foi “O Silêncio dos Inocentes“, defendido por alguns, mas não por outros, exatamente por não carregar a estrutura de uma produção de terror, muito embora tenha, indubitavelmente, certas características. Uma obra de terror não é aquela que assusta ou amedronta durante algumas de suas passagens, mas é aquela que é feita exclusivamente para isso. É aí que a obra-prima de Jonathan Demme fica de fora, apesar de ser unanimemente aclamada como um dos melhores filmes já feitos por todos aqui do MetaFictions.

Uma máscara, um roupão e uma facão: tudo o que precisamos.

Este é, ainda, um gênero específico que se apresenta enquanto determinado nicho. Por diversas vezes, já falamos o quanto curta-metragens são visualizados na rede pelo simples fato de apresentarem uma história assustadora; ou que, quase semanalmente, um estúdio lança nova obra do tipo. De uma forma ou de outra, ninguém escapa do bom e velho terror (especialmente, quando ele é ruim pra cacete). De várias formas, ao longo de um sem-número de décadas, eles continuam capazes de nos apavorar: ora travestidos de fantasmas que assombram ou que possuem; ora escondidos por detrás de uma máscara assustadora ou na pele de uma criatura monstruosa, de brinquedo ou de carne mesmo. Seja como for, sabemos que, muito provavelmente, ficaremos durante 90 minutos no pico de nossas tensões, colocando à prova a capacidade de cada um em aguentar seus medos mais sutis (principalmente, quando, após o filme, desligamos a luz e deitamos na cama, em companhia de nossa imaginação já orientada pelas cenas que contemplamos).

Talvez seja muito difícil apontar o primeiro filme de terror da História do Cinema; usualmente, “O Solar do Diabo” de 1896, dirigido pelo inacreditável Georges Méliès (a ele tudo devemos!) aparece neste posto. Mas não seria errado considerar a obra antiga mais evocativa nesse sentido o estonteante Nosferatu do genial F.W. Murnau, produzido em 1922. De lá para cá – é evidente – muito se mudou. Algumas inovações, que hoje já se transformaram em características igualmente, como os horrores protagonizados por adolescentes, cuja narrativa nos coloca na posição de detetives prontos a tentar adivinhar o algoz daquelas dezenas de corpos, tendo em Wes Craven o exemplo clássico com o lançamento de Pânico, em 1996. Apesar de não parecer, há muita riqueza nesse gênero, que – sejamos sinceros – é visto pela maioria como de segunda importância. Não esqueça que um dos maiores diretores de Cinema da História teve nesse estilo alguns dos seus títulos mais expressivos (muito embora, fosse considerado o mestre do suspense), the one and only Alfred Hitchcock.

A sombra mais conhecida da História do Cinema.

Nessa semana de Halloween, inspirados por um dos mais icônicos mascarados da imagem em movimento, confeccionamos a Lista dos 10 Melhores Filmes de Terror; trabalho este tão laborioso e delicado (para nossa surpresa), que nem todos participaram: uns porque não são assíduos espectadores dessas obras (ou por terem demasiado medo ou pela falta de interesse), outro(s) porque enfrenta(m) um hiato longo na participação de nossas publicações. Os que se dispuseram, porém, foram quase conceituais, dando a entender que, a qualquer momento, levantariam aquele facão no melhor estilo Tramontina para desferir golpes avassaladores contra os amiguinhos que defendiam seus pontos de vista. Com todos vivos e ninguém dando uma de Freddy versus Jason, esta seleção teve a particularidade de contar com 36 títulos citados, em 60 possíveis. Apenas 13, destes, tiveram mais de um voto. O primeiro colocado recebeu 5 de 6 votos possíveis, (ai de quem teve ousadia de não elegê-lo). Filmes gore/splatter, com alien, terror asiático, apesar de terem recebido votos, não estiveram entre os principais.

amiguinho #1 texting to amiguinho #2: fazendo a Lista de Terror.

Sugestões para você: