8º – Lost, 6 temporadas (2004-2010), criada por J.J. AbramsJeffrey LieberDamon Lindelof

Inovadora no uso de narrativas transmídia e pioneira na aproximação entre a linguagem televisiva e online, Lost permanece como a mais audaciosa série da TV americana no que diz respeito aos limites do ato de contar histórias. Entre monstros de fumaça, escotilhas misteriosas e estátuas egípcias, há uma profunda discussão sobre como a relação entre espaço (ilha/fora da ilha) e tempo (flashback, flashforward, flashsideways) pode se configurar para colocar em xeque noções como livre-arbítrio, identidade e alteridade. Com uma coleção de personagens inesquecíveis (e altamente complexos) que ganharam vida em grandes atuações, a maior qualidade da série foi abordar temas filosóficos, religiosos e científicos sem nunca perder de vista o rico drama humano que se desenrolou por seis inesquecíveis temporadas.
Por Anderson Gomes


7º – Mad Men: Inventando Verdades (Mad Men), 7 temporadas (2007 -2015), criada por Matthew Weiner

Make it simple, but significant.” A frase proferida por Don Draper pode muito bem sintetizar o que é Mad Men. Sem floreios, reviravoltas espetaculosas ou ação pungente, a série é simples se comparada a professores de química vendendo metanfetamina ou bastardos lutando contra zumbis gelados. Todavia, ao longo de suas 7 temporadas, constrói personagens que representam toda uma era. Acompanhar toda uma era e assistir ao crescimento da publicidade sob a visão turva e crua do personagem de Jon Hamm foi um dos maiores privilégios que tive em minha vida. A cada episódio os protagonistas da série eram mais que entretenimento, eram amigos, cujos passos eu salivava para acompanhar naquela estrada profunda, repleta de ossos e corvos redigida pelo gênio Matthew Weiner. Mad Men é sobre publicidade, sobre a América pós guerra, a emancipação da mulher, consumismo, homem na lua, guerra fria, direitos civis, é, sobretudo, a respeito do super-homem ianque, idolatrado por todo um mundo, mas em seu interior só encontra as embalagens vazias dos produtos que tanto se esmera em vender.
Por Thotti Cardoso

Sugestões para você: